Todos ajuda!

Ontem, dia 23 de setembro, aconteceu o 1º Max Encontro Nacional de Apoio a Protetores de Animais com o objetivo de capacitar e principalmente mostrar ferramentas para que as ONGs e protetores consigam captar mais doações e voluntários pra causa.  A Lili Ferrari fez uma palestra com o tema ”A força dos blogs” e mostrou que a internet é uma grande aliada na tarefa de encontrar donos para animais abandonados, angariar fundos e recursos principalmente através de blogs. 

Hoje, dia 24 de setembro, os organizadores planejaram uma BLOGAGEM COLETIVA promovendo a guarda responsável de animais.
Quem topar postar esse manifesto pela guarda responsável dá um toque na Lili porque ela fará uma lista de links dos blogs pra colocar em todos os posts dos participantes.
Aqui vai um textinho pra inspirar, fiquem livres pra postar como quiserem. O importante é todo mundo dizer que ter um animal é uma responsabilidade de zelar por uma vida e isso não é descartável, implica em alimentar, cuidar da saúde, da higiene e dar afeto durante anos e anos.
“A guarda responsável nada mais é do que a conscientização da população a respeito dos cuidados que devem ser tomados com qualquer animal de estimação, para garantir que os mesmos tenham uma vida digna, e também alertar sobre os problemas causados pelo abandono de cães e gatos nas ruas gerando maus tratos.



Os cães e gatos, com ou sem raça, são grandes companheiros, fiéis, amorosos e amigos . Ter um animal adotado em casa é uma experiência única! Mas cuidar dele exige dedicação e responsabilidade. Por isso, a decisão de ter um animal em casa deve ser tomada com consciência de que essa será uma grande mudança na vida de toda a família.
Cães, por exemplo, precisam de muitos cuidados e dependem de boas orientações e treino para que tenham uma relação sadia com outros animais e com as pessoas, além de cuidados de limpeza e higiene, alimentação adequada, vacinas periódicas, idas ao veterinário com todos os custos envolvidos.


Educar as pessoas sobre guarda responsável faz com que menos animais sejam abandonados, sofram violência e precisem ser recolhidos pelos abrigos. Seja responsável com seu bicho.
Esta é uma blogagem coletiva, participe!!!“




Vamos ajudar a Júlia?

Júlia e a irmã, Amanda

Na semana em que o caso Gina Indelicada foi o assunto mais comentado na internet, o roubo do sonho e do direito de uma menina afetada pela reintegração de posse quase passou despercebido.
Um grupo de pessoas que mantém um grupo de discussão no Facebook resolveu levar ao pé da letra a palavra “engajamento”, que é tão usada e vendida por altas cifras por empresas de social media e em poucos minutos resolveu que não ficaria analisando gráficos e fazendo relatórios frente ao acontecido.
São nomes fortes nas mídias sociais e que não só organizaram todo o trâmite como confirmaram que ser colaborativo, nos dias de hoje, é rápido, fácil e, sim, pode fazer toda a diferença fora do mundo virtual e tem importância muito maior do que discutir até a exaustão temas das redes sociais.
Por meio de ferramentas online, como o Vakinha.com.br, o grupo de amigos está captando verba para comprar cestas básicas, fraldas e leite para as crianças, material escolar, medicamentos e o que mais for necessário.

Sábado passado estive no acampamento e pude comprovar que a situação em que eles estão vivendo é muito precária: não têm onde tomar banho e cozinhar, não têm banheiro (fazem as necessidades em um bueiro) e cerca de 94 famílias vivem amontoadas em 8 (!) barracas de plástico.

Não podemos mudar o mundo, mas podemos aliviar um pouco o sofrimento dessas pessoas, principalmente das crianças que não têm culpa de nada. Para contribuir com qualquer valor, é só acessar nossa Vakinha, obrigada!


UPDATE!!!


Já conseguimos arrecadar os 5.000 reais, obrigada a todos que contribuíram! Vamos prestar contas de tudo que for comprado com o dinheiro.